Imprimir 

«Pai, eu faria qualquer coisa para os doentes… - Porque queres fazê-lo? - Para não deixar desperdiçar tanto sofrimento, respondi assim sem nunca ter pensado nisto anteriormente - Sabes o que esperar? Perguntou-me olhando-me profundamente, quase a explorar as minhas verdadeiras intenções... Saindo da sua cela, na praça encontrei um conhecido que, sem saber de nada sobre a acta o encontro tido há pouco, disse-me - Sabes, no ano passado, após a Confissão, o Padre Pio disse-me: Faz alguma coisa para os doentes, donão deixes que se desperdice tanto sofrimento!»