Imprimir 

Nós dedicamos estas páginas às crianças submetidas por muito sofrimento, os filhos mais próximo do Coração do Pai, para que encontrem no exemplo de outros pequenos irmãos a força de oferecer a sua inocência crucifica:

Theo Mosh. “Eu conheci Theo ao longo do Viale dei Cappuccini, em San Giovanni Rotondo. Foi um encontro estranho, feito apenas por sorriso...”

 

 

 

 

Nennolina Meo. “A dor é como o tecido: o mais forte tem mais valor”, Nos lábios de uma criança de cinco anos e quatro meses uma expressão como esta por si só é suficiente para dizer quanto caminho tenha feito...

 

 

 

 

Laurita Degan. "A noite entre os dias 9 e 10 de Setembro, ouvimos-te falar com um sussurro.  Dizias: “Sim, tudo bem, percebi, tudo bem.” À mãe que te perguntava com quem estivesses a falar, respondeste que a Virgem Maria e o Menino Jesus tinham-se sentado ao teu lado e acariciavam-te a testa, porque sentias muito mal... “

 

 

 

Memena Cetrullo. "Mãe, eu pensava que morrer fosse feio, mas é tão lindo", são as suas últimas palavras...

 

 

 

 

 

Stephen Tacconelli. «Stephen, oferece o teu sofrimento a Jesus”: “Mamã, como posso oferecer o meu sofrimento ao Jesus, quando ele já sofreu tanto por nós?»