CA consagração é a disposição que as crianças - em idade e em espírito – fazem de si próprias a Deus Pai em Maria. Em resposta a esta oferta, “Maria também se oferece a eles, sem reservas" (Tratado da Verdadeira Devoção n.181) comunicando-lhes todo o seu poder e graça, tornando-os seus “apóstolos dos últimos tempos, fogo ardente, que irão pôr por todo o lado o fogo do Amor Divino "(id.56)

Continuar...

A Armada Branca tem repetidamente experimentado o poder da graça que emana do “sim" das crianças; eis alguns exemplos ...

Damos um exemplo sobre como apresentar às crianças a consagração à Virgem Maria:

- Querem entregar-se a Deus? (1.2.3) a partir dos seis anos.
-“Mãe, entrego-me a Ti”! (até aos seis anos)

Continuar...

Primeira tarefa, então, daqueles que se dedicam a esta missão, deve ser a sua própria santificação pessoal, que deverá ter uma base sólida para ajudar o seu próprio crescimento espiritual.

Continuar...

Sugestões práticas na preparação das reuniões com as crianças

Continuar...

Trechos de cartas de crianças que escreveram para nos falar da sua consagração a Maria, “A mim aquela consagração mudou algo no coração" (...)

Continuar...

“O enorme poder da oração das crianças!  (...) Eu decidi pedir a vocês, queridas crianças e queridos jovens, que se encarreguem do dever de orar pela paz. " (S.S. João Paulo II).

- As palavras de João Paulo II
- As palavras de Bento XVI
- Testemunho de Sua Eminência Mons.  Hnilica

Continuar...

São Luís Maria Grignion de Montfort (1673 - 1716) é um dos poucos santos - se não o único - que olha para o futuro da Igreja. È urgente investigar esta questão, relendo os escritos do Montfort, à luz das Escrituras, nas passagens que tratam dos últimos tempos, comparando-os com os acontecimentos de Fátima e os ensinamentos de João Paulo II, o mais famoso alferes eclesiástico da consagração a Cristo através de Maria segundo o Montfort.  A partir dessas discussões surgiram algumas questões maravilhosas e assustadoras ao mesmo tempo (...)